3 dicas para montar uma equipe de alta performance

Não seria incrível ter uma equipe que entrega todos os resultados, bate todas as metas, trabalhe de forma harmoniosa e ainda é movida por desafios? Pois é, esse é o sonho de todo dono de uma pequena e média empresa, montar uma equipe perfeita que ultrapasse as suas expectativas. Mas será que para ter uma equipe de alta performance você precisa contratar pessoas excepcionais?

Segundo o empresário Marcelo Germano, dono do EAG, Empresa Autogerenciável você não precisa contratar pessoas extraordinárias. “A grande verdade é que pequena parte da população são pessoas extraordinárias e a maioria das pessoas são pessoas comuns. Ao invés de procurar pessoas extraordinárias você precisa criar na sua empresa um ambiente propício para que as pessoas comuns desenvolva resultados extraordinários.”

Mas afinal, o que são equipes de alta performance?

São equipes que se destacam por apresentar elevada competência e que são capazes de se desenvolver rapidamente. São compostas por pessoas alinhadas com a missão e valores da empresa; engajadas para atingir um objetivo em comum.

Se a sua responsabilidade é contratar o funcionário certo para a sua empresa, vale ressaltar que não adianta contratar um colaborador talentoso, que adquire todas as skills que você precisa para o cargo se ele não tem o perfil da sua empresa ou não se identifica com os valores e a missão da organização.

Na AIESEC, durante o processo de recrutamento entre a empresa e o intercambista, nós nos certificamos que haja uma comunicação mais efetiva entre ambas as partes para que os dois lados se conectem. Que a empresa encontre no intercambista todas as característica que ele procura, como, por exemplo, as habilidades técnicas e o perfil desejado pela empresa, como havia dito antes.

Como montar uma equipe de alta performance?

Sabemos que donos de pequenas e médias empresas (PME) têm dificuldade em montar uma equipe que saiba performar. Por isso separamos para você alguns passos essenciais para que você forme a sua equipe de alta performance.

Escolha a sua equipe

Reconheça seus funcionários e saiba quais são os seus pontos mais fortes. Compartilhe a visão e os objetivos da sua empresa e se comprometa a transformar essa visão em realidade, assim seus colaboradores vão se sentir responsáveis pelas metas estabelecidas.

Defina as metas

Por via de regra, muitas equipes não performam porque elas não sabem o caminho a seguir. É preciso deixar claro o que se espera da equipe. Defina quais serão as metas e as mensuráveis com um certo grau de desafio. Sua equipe precisa saber que você conta com ela para atingir os resultados e só passando pelo primeiro passo você saberá se sua equipe é capaz de atingir as metas estabelecidas pela empresa.

Comece a delegar

Se o líder da equipe é centralizador, tem medo de ceder alguma tarefa ao funcionário por achar que ele fará melhor do que qualquer outra pessoa, pare agora. Delegar é um exercício desafiador para qualquer líder, pela insegurança de achar que o trabalho não será entregue ou não será bem feito. Mas saiba que delegar faz parte do desenvolvimento da sua equipe, é um fatores determinantes para o crescimento de qualquer funcionário.

Formar uma equipe de alta performance é um dos caminhos para obter vantagem competitiva perante o mercado, além de garantir um grande desenvolvendo dos seus funcionários e da empresa.

processo seletivo para jovens talentos

3 passos para se tornar um líder

O que é ser um líder para você? Para a AIESEC, maior organização liderada por jovens do mundo, é a chave para alcançar a paz mundial e o preenchimento das potencialidades humanas. Em uma entrevista para Forbes, Ken Blanchard, especialista americano em liderança, autor de bestsellers como The One Minute Manage define três passos para alguém se torna e crescer como líder.

1 –  Conhecer suas franquezas e fortalezas

O autoconhecimento é essencial para descobrir o que realmente motiva cada pessoa, dá brilho no olho, quais são seus valores e propósito pessoal, para que assim as escolhas a serem tomadas sejam mais assertivas, principalmente para a Geração Y que pretende permanecer em média 3 anos dentro de uma mesma empresa, uma pesquisa da consultoria Future Workplace.

Quanto mais você sabe sobre você mesmo, mais você sabe onde pode pisar e onde tem que tomar cuidado”. Marcelo Aidar, professor da FGV-SP, que ressalta “É difícil enxergar as oportunidades quando não conheço direito qual é o meu verdadeiro perfil”.

2 – Relacionar-se com os outros

Em um mercado no qual o ‘senso de dono’ torna-se um dos principais valores para grandes empresas, o poder do empoderamento, e daquele que sabe empoderar, está em voga. Confiar na capacidade dos colaboradores, permitindo e aprendendo com os erros, gera um engajamento exponencial, aumenta a qualidade de trabalho e fidelidade daqueles que trabalham com você, além de diminuir o turnover. Saber valorizar e criar um ambiente para que seus liderados sintam-se a vontade para inovar, expor suas opiniões e assim tenham a responsabilidade para contribuir com o crescimento e desenvolvimento do local de trabalho empresa junto com você, é uma qualidade essencial para líder de hoje.

3 – Ser aberto para o mundo

O que isso significa? Em um mundo cada vez mais conectado é ter uma visão global, ou seja, entender outras realidades, saber lidar com diversas culturas,  conseguir trabalhar com pessoas de diferentes formações, idiomas e educações, estar conectado ao que acontece ao redor do mundo, entender as causas globais, compilando tudo isso na autocapacitação, para agir da melhor forma possível a nível local.

Maria Tereza Fleury, diretora da Eaesp-FGV, concorda que esse global mindset é típico da nova geração e começou a surgir no Brasil a partir da abertura do mercado nos anos 1990. “Antes, as companhias se concentravam unicamente no mercado doméstico. O fenômeno da internacionalização é recente e tanto as escolas quanto o mundo corporativo precisam aprender a lidar com ele”, afirma. Sendo assim, nota-se que tal qualidade é muito importante na formação de líderes responsáveis e guiados por valores éticos claros, que possuem visão holística e sabem interagir com o diferente, tendo a oportunidade, assim, de formar um time heterogêneo e multicultural, que agregue por meio de vários pontos de vista.

Não menos importante, é ser orientado para resolução de problemas. Focar em solução, ao invés de se prolongar na busca de culpados ou na própria questão em si, diminui o tempo de ação, otimiza processos e permite que o líder seja mais estratégico, podendo portanto dar mais atenção a pessoas.

Essa qualidade, típica de profissionais com postura mais proativa, gera soluções e resultados maiores e melhores, de forma mais ágil e eficaz, ou seja, a receita para projetos e empresas de sucesso.  Visão Global, autoconhecimento, poder de empoderar, foco em solução são as quatro qualidades que embasam o Modelo de Desenvolvimento de Liderança da AIESEC. Depois de vários estudos sobre o que o mundo precisa, quais as principais qualidades dos líderes atuais e o que é relevante para o mercado de trabalho, a organização setou que através de uma jornada interna e externa, todo jovem que passasse por um de nossos programas (tanto intercâmbio quanto trabalho em equipe) deveria desenvolver conscientemente as qualidades citadas acima, para que assim se tornasse um agente de mudança necessários para o impacto que o mundo precisa.

processo seletivo para jovens talentos