Youthspeak: os benefícios de ouvir o jovem

O YouthSpeak

Se você ainda não conhece o YouthSpeak da AIESEC, chegou o momento de conhecer. A iniciativa, que se desdobra em três partes, é toda voltada para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentáveis da ONU. Além disso, é uma ótima oportunidade de realizar uma conversa entre sua empresa e os jovens sobre os principais problemas do mundo.

Tudo começa com a YouthSpeak Survey, uma grande pesquisa que levanta dados sobre o que os jovens pensam a cerca de diversos temas como: saúde, educação, liderança, sustentabilidade, desigualdade, entre outros. O segundo passo é o YouthSpeak Forum, evento realizado para discutir e gerar soluções a partir dos temas considerados mais relevantes na Survey. Por fim, temos o YouthSpeak Project, que é uma solução encontrada, por um determinado grupo presente no Forum, acerca de um dos temas discutidos naquela edição. O projeto selecionado é aplicado na AIESEC e financiado por parceiros.

O que aconteceu na edição mais recente

Na Forum que aconteceu no dia 13/07, os debates ficaram em torno dos assuntos: saúde e bem-estar, educação de qualidade e redução das desigualdades. Durante o acontecimento, foram realizadas palestras, principalmente de representantes das empresas parceiras sobre o que elas fazem em seus negócios para trabalhar com cada tema apresentado.

Enquanto ocorria a vivência do evento, os participantes tiveram a oportunidade de cruzar ideias e desenvolver projetos em grupo. O YouthSpeak de 2016 contou com parceiros como Globo, Raízen, Kroton, Votorantim Cimentos, Itaú, Brasil Júnior, No Clima e vários outros.

O YouthSpeak Project vencedor da vez foi o “Build the Future”, relacionado a parte de educação. A ideia dele é trazer voluntários de outros países para trabalhar em ONGs, escolas públicas e cursos preparatórios dando suporte vocacional para jovens de classe C e D, onde esses estrangeiros estimulariam o autoconhecimento na hora de escolher as oportunidades profissionais.

Vantagens de ser um parceiro

Participe do YouthSpeak, você só tem a ganhar!

Acesso à pesquisa:

Os dados da pesquisa Survey podem ajudar na tomada de algumas decisões na empresa, como estratégia de novos projetos e serviços para o público jovem e até no perfil de funcionários para recrutamento. O governo ainda não conseguiu realizar uma pesquisa desse porte e sendo parceiro do YouthSpeak você tem acesso a todas essas informações.

Relacionamento com o jovem:

A iniciativa quebra a barreira do relacionamento unilateral entre as empresas e os jovens. Eles podem ser escutados e as empresas também falam e tudo acontece como se fosse uma conversa. Então, a empresa pode tirar sugestões, aprendizados e conhecer novos talentos e o jovem mostrar para o que veio.

Quer saber ainda mais sobre o YouthSpeak? Clique AQUI

Dicas: como preparar sua empresa para receber um intercambista?

Seja através da leitura do nosso artigo “8 motivos para receber um intercambista na sua empresa” ou por outras formas de pesquisa, você chegou à conclusão que ter um funcionário de outro país é uma boa estratégia. Tomou a decisão mas não sabe bem como preparar seu ambiente corporativo para tal acontecimento? A gente te dá uma ajuda. Confira 4 dicas para preparar sua empresa para receber um intercambista:

1- Dê abertura

É importante que exista incentivo para que os funcionários sejam receptivos e acolhedores. Além disso, todos devem estar dispostos a ouvir sobre formas diferentes de realizar os processos, já que o intercambista provavelmente, possuirá um pensamento distinto. Essas ações ajudarão a criar um ambiente agradável e livre de discriminação.

2- Tenha infraestrutura

O intercambista precisará ser bem recebido. Garanta que ele tenha um bom lugar para trabalhar e acesso aos materiais necessários para exercer sua função de maneira eficiente.

3- Pesquise

Principalmente quando se tratar de uma cultura muito diferente, é essencial estudar o país de onde o intercambista virá. Assim, ele se sentirá mais a vontade e evita-se desrespeito a cultura dele. Incentive a conversa com ele para descobrir seus gostos e fazer com que se sinta bem-vindo.

4- Seja gentil

Pode ser que muitos dos funcionários não saibam uma segunda língua ou o melhor jeito de se comunicar com o estrangeiro, mas ações de gentileza são sempre boas. Explicar sobre a empresa e compartilhar conhecimento é uma boa atitude. Também é importante conscientizar todos os funcionários sobre o respeito a uma cultura que não conhecem.

Considerando esses pontos, podemos ver que é menos complicado do que parece receber um intercambista. Siga nossas dicas, se organize e não perca essa oportunidade de desenvolver diferenciais no seu negócio e fazer com que seus funcionários ganhem aprendizado, principalmente quanto a um novo idioma. A AIESEC pode fazer a diferença na sua empresa. !

YouthSpeak: conheça suas principais frentes

Unir uma geração de jovens líderes que não tem medo de falar e agir sobre coisas que importam é o objetivo do YouthSpeak, iniciativa global da AIESEC, que hoje provem aos principais tomadores de decisão, a opinião da juventude sobre os principais problemas do mundo. E essa iniciativa é dividida em três principais frentes: Survey, Fórum e Projeto.

YouthSpeak Survey

Iniciada pela primeira vez em 2012, com o objetivo de escutar o jovem acerca do mercado de trabalho e educação, a pesquisa contou com a participação de 778 brasileiros até o final de 2014. Em 2015, com a mudança dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, a pesquisa foi reformulada para que fosse possível ouvir o jovem de forma mais abrangente, sobre o que ele pensa, o que o incomoda no mundo, quais seus valores e hoje contamos com a participação de mais de 10.700 jovens brasileiros. Para saber mais sobre os dados coletados, você pode conferir a preliminar da YouthSpeak Survey aqui.

YouthSpeak Forum

Para criar um momento propício para discussão e definição de ações, criou-se o YouthSpeak Forum, onde personalidades, empresas, instituições e os jovens estarão reunidos para trocar ideias e se aprofundarem nas principais temáticas retiradas da pesquisa. O primeiro fórum que aconteceu no Brasil, em dezembro de 2015, os principais temas discutidos foram Educação de Qualidade, Igualdade de Gênero e Trabalho Decente e Crescimento Econômico – que são os Objetivos 4, 5 e 8 do Desenvolvimento Sustentável da ONU. Para o próximo Fórum, que acontecerá em Julho de 2016, os temas a serem discutidos serão Saúde e Bem estar, Educação de Qualidade e Redução das desigualdades – Objetivos 3,4 e 10 do Desenvolvimento Sustentável da ONU.

YouthSpeak Project

Durante a realização do I Brazil YouthSpeak Forum, definiu-se a realização de um projeto voltando para o Objetivo Global 8: Trabalho Decente e Crescimento Econômico.
Com apoio da FALCONI e Kraft-Heinz e realização da AIESEC na Fundação Getúlio Vargas, o projeto receberá 20 intercambistas que trabalharão em 4 empresas diferentes voltados para a área de recursos humanos. A ideia é entender sobre a cultura organizacional nessas empresas e confirmar que ambientes saudáveis de trabalho formam pessoas mais engajadas e que atingem melhores resultados, como consequência, a empresa cresce e cria novas oportunidades para o mercado.
É a criação e execução de projetos assim que movem o YouthSpeak a escutar milhares de jovens por todo mundo, para que seja possível agir sobre as coisas que importam e dar força a um movimento de transformação da nossa realidade através da liderança jovem.
processo seletivo para jovens talentos

8 motivos para receber um intercambista na sua empresa

Atualmente, empresas de todo o mundo se dedicam a busca de um diferencial para o seu negócio e tem se atentado para a necessidade de diversificar sua mão de obra. Mediante a esse desejo, a solução encontrada por muitas empresas tem sido a contratação de estrangeiros. Pessoas qualificadas de vários lugares do mundo que podem contribuir significativamente para o crescimento da sua empresa. Os chamados intercambistas.

Pensando em fazer o mesmo, mas está com dúvidas? Conheça 8 motivos para contratar um intercambista.

  • Possibilidade de fazer diferença no mercado

Os intercambistas buscam autoconhecimento e a chance de se tornarem excelentes profissionais com crescimento em sua área de atuação. Dessa forma, ajudam a formar um fluxo de conhecimento que contribuiu para sua empresa fazer a diferença no mercado.

  • A habilidade que você procura pode estar em outro lugar

As qualificações que você busca podem estar escassas em seu país e serem fartas em outros. Nesse caso, um intercambista pode solucionar o seu problema. Jovens de outros lugares do mundo podem estar a espera de uma oportunidade como a sua para trabalhar seus conhecimentos.

  • Grande facilidade de se adaptar

Intercambistas geralmente são pessoas em buscas de novas experiências e conhecimento, por isso, tendem a se adaptar facilmente em qualquer ambiente profissional. Jovens e proativos, eles podem trazer um novo ar para seu negócio.

  • Eles podem trazer uma nova perspectiva para seu estilo de trabalho

Trabalhar sempre com as mesmas ideias e técnicas pode limitar o trabalho de inovação da sua empresa. Profissionais vindos de outros ecossistemas empresariais podem ter diferentes experiências para acrescentar ao seu negócio e assim obter grandes resultados.

  • Vantagens sobre a concorrência

O acolhimento de pessoas de diferentes nacionalidades lhe dará uma vantagem sobre seus concorrentes. Mão de obra de diferentes lugares carregam consigo a probabilidade de uma comunicação eficiente e mais maleável. Além disso, a possibilidade de se fazer negócio com empresas do país de origem de seu intercambista aumenta.

  • Novas ideias vindas de muitos lugares proporcionam visão global

Quando pessoas de diferentes origens sociais e culturas se unem para atingir um objetivo de negócio único, várias novas ideias podem surgir. Outro fator importante é o aumento da produtividade oriundo dessa mistura de trabalho em favor do crescimento de uma organização que ganha ares de visão global.

  • Criação de um ambiente de trabalho livre e agradável

Essas diferenças culturais que explicamos também contribuem para que seu ambiente de trabalho seja acolhedor e livre de discriminação, com amplo espaço de crescimento para todos os trabalhadores.

  • Motivação e concorrência interna saudável

A contratação de cidadãos estrangeiros trará uma competição saudável e muito necessária. Isso certamente irá motivar seus funcionários a obterem melhores resultados e trabalhar para o crescimento da organização em todos os aspectos.

Além de proporcionar um processo de crescimento pessoal e profissional para todos os envolvidos, receber um intercambista é uma excelente oportunidade de compartilhar conhecimento e ter acesso a uma mão de obra diferenciada de outros países.

Torne-se um parceiro agora mesmo e encontre o intercambista certo!

processo seletivo para jovens talentos

Ferramenta de liderança jovem: entrevista com Lucas Mendes

A AIESEC e o Itaú tem trabalhado juntos já há algum tempo, com ações de atração de talento jovem (através de employer branding) e com o recrutamento internacional para uma área do banco. Para falar sobre temas ligados à importância da liderança no mercado de trabalho, a AIESEC convidou um dos fundadores do Cubo coworking Itaú, plataforma de fomento ao empreendedorismo digital, Lucas Mendes, Coordenador de Produtos.

1) O que é liderança para você? Quais são suas referências, no Brasil, de liderança?

Liderança é a capacidade de fazer as pessoas escutarem e acreditarem no que o líder fala e, a partir disso agirem.  Vai muito além de um cargo ou posição e tem muito mais a ver com credibilidade, confiança e admiração.

No Brasil acho que temos bons líderes em vários setores: o Bernardinho e  Zé Roberto Guimaraes são grandes líderes nos esportes, o Roberto Setubal, o Pedro Moreira Salles, o Marcel Telles são todos grandes líderes empresarias. Fora do Brasil eu gosto muito do Sir Richard Branson e do Papa Francisco.

2) Atualmente, gerindo sua equipe, qual a importância do empoderamento?

É um tema central para deixar os colaboradores com autonomia para decidirem, gerarem resultado e se enxergarem como os responsáveis pelo resultado do time. No fundo, todo o resultado acontece por meio deles e o empoderamento deve refletir a realidade que os colaboradores são centrais no desempenho do time, tendo o gestor o papel de facilitar o trabalho deles.

3) Quais características relevantes você acredita que o jovem da Geração Y precisa desenvolver para se destacar no mercado de trabalho?

Curiosidade, iniciativa, vontade de aprender e uma certa habilidade/paciência para ler os cenários e construir relacionamentos com as pessoas chave que podem ajudar no desenvolvimento da carreira. No fundo, o que vale mais é se aproximar de pessoas que você admira para aprender com elas e se desenvolver.

4) Como você, enquanto líder, engaja sua equipe?

Tento fazer uma gestão transparente e participativa, compartilhando as decisões com o time e pedindo feedbacks constantes sobre como podemos melhorar. Aqui vale notar que engajamento também é algo que depende muito do interesse de cada um: tem gente que se motiva fácil e isso é ótimo! O ideal é se cercar de pessoas que se engajam com tudo, compartilhar informações/decisões e dar bastante autonomia. Acho que com autonomia e propósito é mais fácil de gerar engajamento e despertar o sentimento de dono.

Lucas Mendes é LL.M. (Mestre em Direito) pela Universidade da Califórnia, Berkeley. Bacharel em Direito pela Universidade Federal de Minas Gerais. Trabalhou no International Trade Center, órgão das Nações Unidas e OMC, no escritório Campos, Fialho, Canabrava, Borja, Andrade, Salles advogados e na assessoria da presidência do CADE.

processo seletivo para jovens talentos

AIESEC como referência de liderança jovem para seu negócio

A era da Digitalização está sendo discutida há alguns anos, definida em vários processos e, agora, podemos dizer que é definitiva. Ao encarar o cenário do Segundo Setor, não é diferente. Há a necessidade de se reinventar, adaptar-se a tendências e digitalizar-se para atingir a sua grande massa de novos talentos: os jovens que seguem assiduamente a era virtual. Para isso, a AIESEC no Brasil lança este canal de conteúdo sobre quais são as inovações e obrigações que devem ser abraçadas caso o intuito seja atrair talentos jovens com propósito e que relacionam resultado com liderança.

Hoje, para os que ingressam ao mercado de trabalho, é impossível desvincular trabalho de desenvolvimento e valores. Sendo assim, os setores de Recursos Humanos, Responsabilidade Social e Marketing devem estar bem informados sobre como trabalhar esse conceito de Employer Branding, ao passo que é sabido que quanto melhor você posiciona sua marca para o publico com fit de valores, há um aumento da retenção corporativa, de pessoas que se conectam e têm sentimento de dono pela empresa, que desperta a vontade de ir além no organograma. Esta página falará bastante de como explicitar a sua marca de forma a encontrar os talentos mais preparados.

Além disso, outros dois assuntos imprescindíveis para esse público, que se relaciona intensamente com o mundo, são: Internacionalização e Responsabilidade Social Corporativa. Ou seja, como vejo oportunidades fora do meu país e como que tenho um papel mais ativo na mudança do planeta. Por isso, uma empresa é diferencial na escolha se abraça projetos sociais ou oportunidades internacionais.

A AIESEC, maior organização mundial gerida por jovens reconhecida pela ONU e presente em cerca de 120 países e territórios, não poderia ir em contramão à necessidade de conectar-se às empresas e start ups por meio digital. A nossa missão de alcançar a paz e o preenchimento das potencialidades humanas é vivenciada em cada uma de nossas ações. Nós fazemos isso ao fornecer um ambiente desafiador para ativar a liderança jovem – liderança essa que acreditamos ser pautada em ser uma pessoa preocupada com os problemas do mundo, que tem foco em solução, procura ter auto-conhecimento e saber trabalhar em equipe. Para que esse movimento de liderança jovem aconteça, realizamos experiências interculturais, seja de voluntariado, seja de estágios internacionais.

Se você e a sua organização sentem que é hora de procurar o que move esses talentos e realmente se conectar com essa perspectiva, acompanhe nossos conteúdos sobre geração Y e Z, liderança jovem e mobilidade internacional. Uma oportunidade de negócio pode estar aqui!

processo seletivo para jovens talentos