Por que recrutar candidatos que fizeram voluntariado?

O trabalho voluntário enriquece qualquer currículo profissional. Ele pode revelar um ponto de suma importância no perfil daquele que se dispõe a realizá-lo: a capacidade de pensar no coletivo e trabalhar sem recompensas materiais.

Neste artigo listamos as principais razões pelas quais contratar um profissional que já tenha participado de um voluntariado é de grande importância para as empresas.

O que é trabalho voluntário e por que ele enriquece o currículo

A legislação brasileira define o trabalho voluntário como aquele realizado sem nenhum tipo de remuneração, com objetivos cívicos, culturais, educacionais, científicos, recreativos ou de assistência social, inclusive mutualidade, de acordo com a Lei no. 9.608/98, que define essas diretrizes.

O trabalho voluntário implica, portanto, em um ato realizado de livre e espontânea vontade por um indivíduo que visa auxiliar pessoas, animais, ecossistemas etc. Tais ações são realizadas com intuito de promover o bem de outros, sem pagamento ou qualquer outro tipo de recompensa material.

Ganhos proporcionados pelo voluntariado

Apesar de não gerar benefícios materiais para o indivíduo, o trabalho voluntário é capaz de proporcionar diversos ganhos na forma, por exemplo, de:

  • experiência profissional,
  • novos contatos de trabalho,
  • vivência com o público,
  • treinar a comunicação interpessoal,
  • ampliar capacidade de trabalho coletivo,
  • aprofundar a habilidade de tomar decisões importantes,
  • proatividade.

As empresas, por sua vez, demonstram interesse na contratação de profissionais com experiência nesse tipo de trabalho por conta de fatores como a demonstração de integridade, engajamento, capacidade de tomar iniciativas importantes e trocar conhecimento, habilidade de perceber onde o trabalho é necessário etc.

Além disso, o trabalho voluntário revela que o candidato não ficou parado enquanto estava sem emprego remunerado, sem contato com a área de atuação ou sem deixar de aperfeiçoar suas habilidades profissionais.

Alguns exemplos de trabalhos feitos de forma voluntária e que podem trazer bom destaque a um currículo são:

  • Casas de idosos e crianças;

  • Festivais e gincanas culturais;

  • Aulas e oficinas em comunidades carentes;

  • Abrigos de animais;

  • Instituições de ensino para pessoas especiais;

  • Mutirões ecológicos.

Como inserir trabalho voluntário no currículo profissional

Conforme procuramos demonstrar até aqui, o voluntariado pode enriquecer muito o currículo profissional de um candidato. Não obstante, existe a forma correta de inserir essa informação no histórico de atividades, como realizar atividades que tenham a ver com o ramo de atuação da empresa e também com a personalidade e função do candidato.

Ou seja, pouco adianta ter feito trabalho voluntário ensinando inglês para pequenos monges em um mosteiro se a pessoa está se candidatando a uma vaga de contador.

O ideal é que a experiência lecionando para crianças no estrangeiro seja realizada por alguém que deseja trabalhar com ensino de idioma, por exemplo.

O trabalho voluntário presente no currículo de um candidato pode revelar diversos aspectos importantes de sua personalidade, tais como as causas com as quais se compromete, sua visão de mundo, entre outros fatores.

Para o recrutador é uma ótima oportunidade para conhecer melhor as características individuais de cada recrutado e conseguir mais informações sobre seus objetivos e posturas profissionais.

O que você achou do nosso post? Aproveite para conferir também os X motivos para contratar estrangeiros na sua empresa!

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *